05 outubro 2011

A Reprodução do Acará Bandeira

O maior sonho de todo aquarista é conseguir a reprodução das espécies que ele cria, o Acará Bandeira é uma excelente espécie para se tentar a reprodução, porem alguns "lances" devem ser observados, vamos lá.

A principio devemos colocar vários exemplares em idade reprodutiva em um aquário, uns seis ou oito, devemos cuidar de sua alimentação oferecendo se possível alimentos vivos para garantir uma melhor saúde.

A limpeza do aquário deve ser realizada sempre, retirando toda sobra de alimento que se acumular no fundo, após alguns dias os peixes já estarão formando casais, você irá notar isto observando os peixes "brigando" entre si.

Separe os casais dos outros peixes e coloque-os em um outro aquário já preparado para a reprodução, os peixes irão escolher um local para desovar geralmente uma planta de folha larga, o vidro do aquário ou algum outro objeto liso, alguns aquaristas colocam canos de PVC para eles desovarem ali.

A fêmea irá fazer a postura sempre começando de baixo para cima, o macho fertiliza os ovos em seguida, se acontecer de os peixes comerem os ovos não se preocupe, alguns casais fazem isto durante algum tempo, mas depois seguem normalmente com a desova.

Após a desova os pais ficam cuidando do ninho, abanando-os com suas nadadeiras e retirando os ovos que não são fecundados, evitando assim o ataque dos fungos que poderia comprometer toda ninhada.

Após a eclosão as larvas ficarão aderidas no ninho e os peixes costumam muda-los de lugar, depois de cinco dias os alevinos já estarão nadando pelo aquário e após este período você já pode alimenta-los com infusórios ou nauplios de artêmia.

Neste período os pais continuam cuidando dos filhotes e segue-os por todo lado, depois de cerca de trinta dias os peixinhos já terão a aparência dos adultos e devem ser alimentados com ração bem fina, nunca deixe sobrar alimentos no aquário para que não ocorra um surto de doenças com a queda da qualidade da agua.

Os filhotes poderão ser separados dos pais quando já estiverem bem grandinhos, sempre monitore a qualidade da agua que deve ter seu PH entre 6,6 a 6,8 e temperatura entre 25ºC a 28ºC.
A queda na qualidade da agua pode ser fatal para toda ninhada, por este motivo preste muita atenção e não vacile, pois você poderá perder toda a ninhada.
Boa sorte!

2 comentários:

  1. Claudio H. D. Ortiz7 de janeiro de 2017 03:31

    Tenho observado que após quatro semanas o casal pode iniciar tentar criar de novo logo ou se remove os filhotes ou o casal. O casal é mais fácil! Os filhotes são mais delicados e melhor deixar no aquário. Se não remover os pais podem matar os filhotes! Na natureza os filhotes vão embora o que não acontece no aquário.

    ResponderExcluir