01 julho 2010

Barrigudinho / Guarú ou Lebiste Selvagem

Muitos aquaristas no inicio da carreira já criaram o Barrigudinho, peixe que existe em quase todo riacho, rios e lagos do Brasil.

Altamente prolífero, eu mesmo me deliciava na beira dos riachos de Franco da Rocha capturando este peixinho juntamente com outros tetras.

Alguns apresentam uma coloração até bacana, porém em sua maioria são de uma cor cinza prateada com algumas pintas verdes azuladas.

Na natureza estes peixinhos comem de tudo, especialmente larvas e outros pequenos insetos, em nossos aquários podemos alimentá-los com artêmias e ração flocada.

As fêmeas desta espécie geralmente é um pouco maior que os machos e sua coloração é cinza prateado ou esverdeado, são extremamente proliferas, gerando uma grande quantidade de filhotes.

São peixes alegres que se movimentam por todo aquário, comendo o lodo e beliscando outras coisas, é muito utilizado no combate ao mosquito da dengue, pois se alimenta de suas larvas que são depositadas na água.


É um peixe pacífico e ideal para iniciantes já que com ele você poderá viver a experiência de ver uma espécie se reproduzindo no seu aquário, vale a pena cria-los.

40 comentários:

  1. Obrigado por postar imagens de um peixe tao comum e tao familiar a todas as pessoas.

    ResponderExcluir
  2. esse tipo de peixe vive até em aguas poluidas , eu ficava imprecionado como em uma pequena possa no meio do nada os encontrava.. valeu pela informação

    ResponderExcluir
  3. LEMBRANÇAS DE BONS TEMPOS AQUI EM MURIAÉ-MG.......
    DEPOIS DE ENJOAR DE CRIAR GIRINOS,FUI ATÉ O MESMO CÓRREGO ONDE PEGAVA OS GIRINOS E PEGUEI UNS BARRIGUDINHOS...

    ResponderExcluir
  4. Meus Filhos pegaram muitos peixinhos desses mais não sei o que devo fazer,
    não sei o que da de comer,e nem se precisa de oxigênio na água.
    Meus filhos estão super contentes,mais fico com medo de doenças !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os Barrigudinhos são onivoros comem de tudo, desde algas a alimentos industrializados e artemias, coloque uma bomba para oxigenar a agua e não se preocupe em elação a doenças, pois os humanos raramente adquire alguma doença através do ontato com os peixes, as vezes eles demoram de se adaptar no cativeiro mas quando estiverem adaptados são só alegria.
      Boa sorte.

      Excluir
    2. Aqui na minha região era muito fácil de encontrar quando era garoto... agora nem sei se existe mais... aqui nós os chamávamos de "barriga de bosta" (desculpem pelo palavreado) criava em galão cortado, sem bomba, sem filtro, pão e/ou farinha de mandioca como ração e eles ainda se reproduziam e muito... era só trocar a água (sem tratamento) 1x por semana... hoje em dia queria muito colocar alguns no meu aquário de 200 lts mas não encontro mais nem nos rios próximos... até pensei que fosse uma espécie extinta... quando tava procurando informações sobre lebiste... abraços!!

      Excluir
    3. Eu coloquei 5 no meu aquario, peguei na lagoa de marica, eles ficam andando em cardume com os gups e são muito divertidos

      Excluir
    4. Eu coloquei 5 no meu aquario, peguei na lagoa de marica, eles ficam andando em cardume com os gups e são muito divertidos

      Excluir
  5. oi meu nome e Anderson tenho 42anos robi alimentar peixes fis uma esperiencia tenho um aquario medindo1.40c,0.25L,0.40A neste espaço coloquei cerca de 200 barigudos,1 beta macho,2 lebiste macho ate o momento estão vivendo pacificamente;só os barigudinhos macho mudarão de cor ;clariarão

    ResponderExcluir
  6. eu crio esses peixes a muitos anos dez de quando eram filhotes agora ja são adultos!

    ResponderExcluir
  7. Olá , eu achei muito interessante seu blog, eu quando criança criava barrigudinhos (aqui na minha cidade chamados de piabinhas) e há um mes montei um aquario, depois de quase 15 anos resolvi voltar com esse robe que curto muito, comprei varios peixes diferentes na loja de aquarios, mas sempre que olhava pro meu aquario sentia que estava faltando algo, dai semana passada descobri o que era, fui a vala que corre paralela a rua e achei os barrigudinhos! agora meu aquario está completo!

    ResponderExcluir
  8. Marcos quero criar lebistes para repovoamento dos riachos da minha região.
    Estou com dificuldade de encontrar matrizes para o início da criação.
    Se puder me ajudar informando onde posso comprar lebistes selvagens favor enviar para evandroerony@gmail.com

    ResponderExcluir
  9. eu tenho 9 barrigudinhos num aquario pequeno qual o tamanho do aquario para eles viverem sao 9 filhotes bem pequeno o maior tem 1 cm o aquario é quadrado em cerca de 20 cm de comprimento por 10 cm de altura por 10 cm de largura que tipo de comida eles comen e a temperatura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eles podem ser criados em um simples aquario de vidro, sem filtro sem nada,de alimento de larva de mosquito e pão.

      Excluir
    2. O pão não é indicado pois por conter fermento irá fazer mal ao peixe, aconselho a oferecer ração própria.

      Excluir
  10. Olá amigo, o ideal é um aquário de uns 60cm, nele você pode colocar os peixes que ao se adaptarem irão se reproduzir e terá espaço para cria-los durante um bom tempo.

    ResponderExcluir
  11. Ola,eu peguei 7 barrigudinhos numa cachoeira gostaria de poder cria-los mas ñ sei como???
    gostaria de saber o q dar d comer,se necessita de filtro e qual o melhor tamanho pro aquário?

    ResponderExcluir
  12. Ola,eu consegui 7 barrigudinhos e 7 bagres mas me disseram q eles ñ convivem em harmonia entao e melhor separalos,mas nao sei o q dar de racao a eles pf me ajudem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. voce pode dar pedacinhos de pão para eles,eu sei disso porque eu também pegava lebistes selvagems numa pequena lagoinha no centro civico.

      Excluir
  13. Olá Amigo, como você capturou seus peixes direto na natureza a melhor opção de ração é variar entre alimentos em flocos, artêmias, tubifex e outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado,agora já seio que fazer!!!

      Excluir
  14. Mas tem como cria-los sem filtro???

    ResponderExcluir
  15. Posso criar apenas um e sem o filtro apenas trocando a agua de dois em dois dias? Em um mini aquario?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana,
      Este peixe na natureza vive em cardumes, porem já consegui manter um por muito tempo em um aquário sozinho, acho que você pode conseguir mante-lo só, porem ofereça a ele alimentos variados e um ambiente calmo.

      Excluir
  16. Os lebiste selvagem adoram agua salobra,cria estes peixes a 10 anos tenho peixes lidos com varias cores.coloque uma colher de cha de sal marinho acada 30 litros daagua e faca o sinfonamento acada 15 dias no maximo.Lebiste pegos na natureza tendem a se adoecer na adapdacao.Mantenha o ph sempre em 7,2 a7,5 depois de adaptados e so alegria.

    ResponderExcluir
  17. Oi meu nome e Duda. Eu comprei 1fêmea de guppy ela veio prenha e hoje eu já tenho uns 62 guppys filhos da mesma mãe.
    Uma vez fui no rio e peguei 3 guarus e 2 morreram fiquei com 1guaru macho ele está vivendo super bem com os meus guppys.

    ResponderExcluir
  18. Tenho um lebiste há 3 anos, peguei-o em um lago, faz uns 2 dias que não está se alimentando e fica parado no fundo do aquário ou escondido nas plantas, está muito paradinho ou paradinha,gostaria de saber quanto tempo mais ou menos vive esse peixe e só alimento com ração, aparência está normal.
    Pode me ajudar?

    ResponderExcluir
  19. O lebiste vive cerca de 2 ou até 3 anos, acredito que o seu já esteja no fim da vida por este motivo ele está assim tão parado, tente colocar mais um lebiste com ele eles nunca devem ser criados sozinhos.

    ResponderExcluir
  20. Bom dia Marcos.
    Quero parabenizar pelo blog.
    Explique-me esta situação.
    Em fevereiro/14 comprei na feira-livre 4 (quatro) lebistes. Um morreu com 15 dias, outro com um mês depois da compra, o 3º morreu em abril. Passei este que sobrou para uma bomboneira de vidro, redonda que cabe no máximo 1,200 ml de agua. Não tenho bomba, não tenho filtro, não tenho alga, não tenho termostato; só ração flocada duas vezes ao dia bem poquinho mesmo e um poquinho de pedra colorida no fundo. Então ontem 08/11/14 tive a surpresa de ver 6 (seis) miniaturas de lebiste, Marcos, tem neste aquariozinho seis filhotinhos iguaizinhos ao maior. Duas perguntas: Como pode ter acontecido? e como posso cria-los com mais qualidade? Obrigado.

    ResponderExcluir
  21. Provavelmente o peixe que você colocou no aquário era uma fêmea que já estava fecundada e com isto veio a reprodução, o ideal é coloca-los em um aquário de uns 30cm, com um aquecedor adequado ao tamanho, bomba e um filtro, isto lhe dará uma maior chance de sucesso na criação dos peixes.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vc não entendeu a pergunta dela. Foram 7 meses desde que a fêmea ficou sozinha. E então, teve filhotes. Como pode isso? Um abraço.

      Excluir
    2. Putz, neste caso eu acho que pode ter ocorrido de a fêmea de alguma forma ter sido fecundada e não ter ovulado no periodo, mantendo o esperma do macho em letargia até a criação dos ovulos e posterior fecundação, MAS isto é só especulação, não tenho segurança para afirmar isto.

      Abraços.

      Excluir
  22. Oi, pessoal!
    Este não poderia ser um caso de partenogênese?
    Vejam o link:
    http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/peixes-comecam-a-se-reproduzir-sem-sexo-mostra-estudo

    ResponderExcluir
  23. Bom dia me informa uma coisa lebiste selvagens cria com lebiste de aquário o lebiste não selvagem

    ResponderExcluir
  24. Sim, os filhotes nascerão com características de ambos, mas haverá perda genética.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Marcos.
      Vc tem ou sabe me indicar quem tenha o lebiste selvagem aí em SP?
      Sou de Curitiba e por aqui não tem essa variedade. tenho quem possa trazer para mim ok. Abraços. E-mail vicenza_veneto@hotmail.com

      Excluir
  25. Marcos. parabéns pelo blog. Eu preciso comprar lebiste em quantidade, para povoar um lago. Você sabe me informar quem vende ? Estou no Estado do Rio de Janeiro, o ideai é que fosse perto daqui e pudesse entregar. Meu e´mail é gvianna@videiras.com.br Muito obrigado pela atenção, GASPAR VIANNA

    ResponderExcluir
  26. Por incrível que pareça eu pegava esses peixinhos em um corrego de esgoto próximo da minha casa e tinha uns que tinha umas cores lindas acredito que o machos gosto muito dessas espécies!

    ResponderExcluir
  27. Gostaria de saber onde em bh encontro para pegar

    ResponderExcluir